Tamanho tumulto a meio da noite acabou por mostrar um grupo de quatro bandidos que estavam apenas a tentar a sua sorte numa preza aparentemente fácil. O confronto foi relativamente breve e dois dos bandidos foram capturados com vida, ficando amarrados a uma árvore durante a noite e deixados à berma da estrada pela manhã.

Chegados a Silverkeep, viram-se na necessidade de dizer que os aguardavam no templo da Ordem de Bahamut. Apenas depois de confirmação é que lhes foi concedida entrada.

À porta do templo, Ander aguardava-os, e depois das apresentações, levou-os até à divisão que muito provavelmente seria o seu escritório. Na breve conversa que se seguiu, Shruikan confirmou a sua mudança de patrono e as respectivas implicações, da mesma maneira que Ander lhe revelou o quão produtiva foi a cooperação do Dominic. Começariam no dia seguinte a estudar o posto da guilda situado em Silverkeep, e com base nas respectivas conclusões, tratariam de planear a devida abordagem. Dominic encarregar-se-ia de prestar quaisquer esclarecimentos.

Seguindo até ao quarto onde Shruikan tinha previamente ficado, encontraram Dominic deitado na cama em volta de uma série de papéis. Após uma pequena partida onde tudo foi atirado ao chão, as aparentes hostilidades foram paradas, permitindo que apresentações fossem trocadas entre Isovae e Dominic. Rapidamente ficou claro, não só que Dominic tinha sido bem tratado, como havia um certo interesse da parte dele em Isovae.

Percalços à parte, Dominic tratou de confirmar o que se iria passar e de que forma. Reconhecimento no dia seguinte, e depois a ofensiva propriamente dita.

Foram interrompidos com alguém a bater à porta. Lia, entrando, e depois de trocar umas breves palavras com Shruikan sobre o seu regresso e o seu aspecto, tratou de encaminhar Isovae para o quarto onde iria ficar.

Com o fechar da porta, Dominic aproveitou para traçar uma série de suposições sobre a relação entre Shruikan e Isovae, algo que esteve longe de ser confirmado. Com o cair do dia, e o fim da conversa, os dois deitaram-se e deixaram que as suas consciências fossem levadas.

Acordaram de manhã com alguém a bater à porta.

Published
Categories Tales of Dosluvi
Views 41