Crise de energia: acender as luzes de Natal ou não?

Em Ljubljana, os trabalhadores da Public Lighting Ljubljana já começaram a desembrulhar e envolver vários quilómetros de luzes ao longo do aterro Petrovškov. Como todos os anos, as luzes têm 50 quilômetros de extensão e serão instaladas por toda a cidade. O Castelo de Ljubljana também será decorado com cores festivas, será iluminado por 350 luzes e as pontes sobre a Ljubljanica serão novamente iluminadas com as cores do Ano Novo, disse ele. Roberto Rukavina z Iluminação pública.

Ele também disse que as luzes instaladas em Ljubljana já são econômicas. “Eles costumavam ser incandescentes, então, eventualmente, chegamos à iluminação LED”, ele explicou.

No entanto, este inverno não é como qualquer outro. A Europa enfrenta uma crise energética. Questionado sobre se os planos de decoração festiva da cidade tinham mudado devido às reduções de energia elétrica, o município de Ljubljana apenas respondeu que está a preparar o mês de dezembro como fazem todos os anos, mas que as coisas podem mudar face à crise energética e que o detalhes que eles não podem falar ainda.

E nossas outras cidades? Obtivemos respostas semelhantes dos municípios. O plano é acender as luzes das cidades nas datas tradicionais de dezembro. Em Ljubljana não oficialmente em 25 de novembro, Celje e Koper acenderão um dia depois. A iluminação das luzes em Murska Sobota está prevista para 5 de dezembro, mas em Maribor a data da iluminação ainda está pendente.

Os moradores são mais críticos da iluminação do que os turistas

Alguns transeuntes também criticam a iluminação das luzes do Ano Novo. “Não precisamos de luzes, precisamos economizar em todos os lugares” foi o primeiro a dar sua opinião. “Talvez um pouco de iluminação para uma atmosfera agradável, mas não tanto quanto tem sido até agora”, o outro andador era um pouco mais flexível. “Nós não precisamos de luzes, especialmente não tão cedo”, os outros três concluíram por unanimidade.

Os turistas que apanhámos durante a sua visita a Ljubljana são mais favoráveis ​​à iluminação das luzes de Ano Novo. “Acho que precisamos de luzes de Natal, isso nos anima” disse um deles. Outro concordou com ela e disse que a moral das pessoas já estava no fundo do poço. “Seria bom ter a atmosfera de volta” ele também ponderou.

Esperando que as cidades sejam decoradas, os turistas da Inglaterra e da Escócia também acrescentaram que não estão pensando em desligar a iluminação festiva da ilha por enquanto.

No entanto, as restrições à iluminação de Ano Novo são discutidas mais ativamente no exterior, especialmente na Alemanha, Áustria, Dinamarca e Portugal. Em Viena, eles estão planejando acender as luzes mais tarde do que o habitual, em Portugal, elas devem ser acesas apenas por algumas horas à noite, e na Dinamarca, elas também devem ser reduzidas para mais da metade.

Renata Saldanha

"Viciado em álcool incondicional. Solucionador de problemas ao longo da vida. Especialista em bacon. Defensor de viagens. Praticante de TV orgulhoso. Explorador freelance. Leitor amador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *