Extremamente tenso, a diferença no total é de apenas dois pontos

Oliveira vence a corrida de motoGP para o GP da Tailândia.

Português Miguel Oliveira (KTM) é o vencedor da corrida na classe de motoGP mais potente do Campeonato Mundial de Motociclismo para o Grande Prémio da Tailândia. Em segundo e terceiro lugar na pista molhada do circuito de Buriram, os pilotos da Ducati, o australiano Jack Miller foi um pouco mais rápido que o italiano FBagnaie da França.

Bagnaia está à frente do francês líder na classificação geral Fabio Quartararo (Yamaha), que desta vez não estava nem entre os vencedores de pontos, ficou em 17º lugar, apenas dois pontos atrás. Faltam apenas três testes até o final da temporada. O campeonato de motoGP vai passar para Phillip Island, Austrália, em meados de Outubro, seguindo-se uma paragem na Malásia e a acção final em Valência, Espanha.

Foi um dia de pesadelo para Quartararo e para o espanhol Aleix Espargaró, o segundo desafiante na fila para a coroa mundial. Ele terminou em 11º na primeira corrida da Royal Motorcycle Class na Tailândia desde 2019 e está 20 pontos atrás de Quartararo na classificação do campeonato.

“Toda vez que temos a chance de andar no molhado, sou sempre super rápido”, disse o piloto português Oliveira, de 27 anos, que bateu todos os rivais nas suas condições caseiras “Atlantic” para a sua quinta vitória de MotoGP.

A prova foi adiada por quase uma hora devido à forte chuva, e mesmo quando os comissários deram sinal verde, as condições no circuito de Buriram eram bastante traiçoeiras. Portanto, não é de surpreender que os pilotos tenham ficado felizes em sobreviver à corrida sem ferimentos. “Estou muito, muito, muito feliz” disse Bagnaia, que quase pegou o líder geral com o terceiro lugar.

Foi o segundo pódio consecutivo de Miller depois de vencer no último fim de semana no Japão. “Eu empurrei muito lá, não desisti de vencer por um único momento”, Miller disse, acrescentando: “Nas condições aqui, no entanto, isso não foi de forma alguma uma tarefa fácil.”

novato italiano Marco Bezzecchi conquistou sua primeira pole position na qualificação de sábado, mas caiu para apenas 16º lugar na corrida.

O italiano venceu a classe de moto3 Dennis Foggia (Honda), que estava ansioso por sua quarta vitória da temporada.

A corrida na classe de moto2 terminou prematuramente após oito voltas devido à chuva forte, e o italiano tornou-se o vencedor Tony Arbolino (Kalex). Os pilotos da classe de moto2 marcarão apenas metade dos pontos para o SP, pois as regras prevêem isso quando os pilotos não percorrem nem dois terços da distância pretendida.

Egídio Pascoal

"Estudante. Especialista em web. Guru da música. Especialista em bacon. Criador. Organizador. Típico viciado em viagens. Estudioso de café. Explorador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *