Foi o sul-coreano que o picou, não a jogada do treinador

Ele também está na terceira partida da Copa do Mundo Cristiano Ronaldo saiu prematuramente do green, e a expressão relutante no rosto ficou ainda pior aos 65 minutos, quando o representante sul-coreano tentou incentivá-lo a deixar o campo Cho Gue Sung. A Coreia do Sul acabou dando uma reviravolta para vencer por 2 a 1 e avançar para as oitavas de final, mas Portugal ainda terminou em primeiro com seis pontos e marcou uma partida contra a Suíça nas oitavas de final.

“O futebolista coreano insultou-o e disse-lhe para sair, foi por isso que ficou furioso, toda a gente viu”, defendeu-se o treinador português após o jogo Fernando Santos. “Eu vi a interação dele com o jogador coreano e não há dúvidas. Os vídeos também mostram como Pepe atacou o jogador de futebol coreano. Ele não foi agressivo, apenas verbalmente agressivo, falou com Cristiano em inglês e Cristiano disse: ‘Talvez ele tenha tido um dia ruim…'”

Ronaldo também falou: “Ele me disse para sair de campo rapidamente. Eu disse para ele calar a boca porque ele não tem autoridade. Não houve desentendimentos com o treinador.”

Ele trouxe a vitória para a Coreia do Sul aos 91 minutos Hwang Hee Chanque levou o Uruguai a avançar diante da vitória por 2 a 0 sobre Gana, e marcou poucos gols no total, já que Coreia do Sul e Uruguai terminaram com quatro pontos cada.

“Antes da partida, Heung Min Son me disse que eu faria algo hoje. Ele disse, ‘Nós confiamos em você!’ Quando saí do banco, muitos dos meus companheiros me disseram que acreditavam em mim. Quando o Son recebeu a bola, tive certeza de que ele iria passar para mim e o passe foi realmente excelente. Ela facilitou meu trabalho. Foi difícil esperar pelo resultado da segunda partida, mas provamos que podemos nos classificar para as lutas de eliminação e continuar acreditando em nós mesmos. Isso é algo que queríamos e esperávamos, e queremos compartilhar esses sentimentos extraordinários com nossos compatriotas em nosso pátria”, disse Hwang depois de chegar às oitavas de final pela primeira vez desde 2010.

“Estamos muito zangados”, disse o técnico português Santos. “Conquistamos o primeiro lugar do grupo, mas queríamos uma vitória que melhorasse ainda mais o espírito de equipe. Mas esse resultado também é um alerta para a nossa equipe.”

Egídio Pascoal

"Estudante. Especialista em web. Guru da música. Especialista em bacon. Criador. Organizador. Típico viciado em viagens. Estudioso de café. Explorador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *