Kane também usará a braçadeira de capitão arco-íris na Copa do Mundo



Harry Kane. Foto: AP

Seu companheiro de equipe na seleção da Inglaterra e capitão do Liverpool, Jordan Henderson, também falou sobre esse assunto no talk show BBC Breakfast: “Quando fazemos as coisas em equipe ou individualmente, sempre percebo que não importa o que façamos, nunca será o suficiente. Você tem que estar contente e saber o que está fazendo, o que acha certo.”

meio-campista australiano Denis Genreau e após o link do vídeo ele acrescentou: “Como jogadores, apoiamos totalmente os direitos da comunidade LGBTI+. Os membros desta comunidade no Catar não podem amar quem eles escolherem.”

A mídia e a organização guarda-chuva criticam o anfitrião do torneio
Não é segredo que o tratamento do Catar aos trabalhadores estrangeiros e as leis sociais restritivas no país anfitrião da fase final levaram a críticas da Associação Internacional de Futebol, a Fifa. Na semana passada, trabalhadores estrangeiros no país disseram que as autoridades desocuparam blocos de apartamentos que abrigam milhares de trabalhadores em áreas da capital Doha, onde torcedores estrangeiros ficarão alojados durante a Copa do Mundo. Trabalhadores disseram que mais de 10 prédios foram desocupados e fechados, forçando a maioria dos trabalhadores asiáticos e africanos a encontrar novas residências onde quer que pudessem, inclusive na calçada do lado de fora de suas antigas casas.

Há muito se sabe que, em sinal de protesto contra a violação dos direitos humanos no Catar, a seleção dinamarquesa também jogará toda de preto, que o empresário Hummel disse significar ‘a cor do luto’.

Estela Costa

"Leitor freelance. Introvertido premiado. Defensor do café. Especialista incondicional em bacon. Escritor amigável."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *