Mourinho chorou ao lado de Čeferin – novato em Slovenske

Depois que a final da Liga Europeia foi para o alemão Eintracht de Frankfurt e a final da Liga dos Campeões para o francês Lyon, os italianos comemoraram na terceira final de maio da competição de clubes de elite sob os auspícios da UEFA. obrigado novamente José Mourinhoque, depois de vencer a Liga dos Campeões com a Inter em 2010, levou a Roma ao degrau mais alto na histórica primeira final da recém-criada liga de conferências.

O duelo em Tirana após o jogo não ficará na melhor memória dos fãs de futebol. Os romanos cederam a posse de bola para os rivais (33:67 por cento), que lutaram para romper o bloqueio, mas quando conseguiram, foram parados pelo goleiro português Rui Patrícioque coletou excelentes intervenções, ou melhor, sua própria falta de concentração. Nicola Zaniola aos 32 minutos, depois de uma bola alta na área, escapou do goleiro e checou bem o goleiro Justin Bijlow pelo único golo num jogo antes e depois do qual tudo continua a girar em torno do feito de Mourinho.

Bons ganhos para os romanos

“Uma coisa é ganhar quando todos esperam, mas outra é ganhar algo que parece imortal, muito especial”, disse o português de 59 anos, o primeiro treinador a ter todos os troféus de clubes da Uefa em suas vitrines. louros depois da Liga dos Campeões, da Liga Europa e da Supercopa da Europa e, ao mesmo tempo, é claro, ele trouxe à Roma o primeiro troféu internacional após a Copa das Cidades Justas em 1961.

Mourinho está durante a cerimónia de entrega de prémios, altura em que também recebeu os parabéns do presidente da UEFA Alexandre Ceferina, superado com lágrimas novamente. “Vou ficar, sem dúvida. Mesmo que haja rumores, eu só quero ficar com Roma. Podemos construir um projeto realmente forte com profissionais honestos”, elogiou também o magnata de Hollywood Dan Friedkin e, assim, insinuou-lhe que esperava reforços adequados. Na próxima temporada, a Roma jogará na Liga Europeia, que já conquistou ao conquistar o sexto lugar na Serie A, e suas aparições na liga da conferência lhes renderam algo entre 24 e 30 milhões de euros.

Apesar de terem desembarcado ontem no aeroporto de Fiumicino por volta das 4 horas da manhã, os Son’s Wolves foram recebidos por cerca de 3.000 adeptos, e uma multidão afluiu ao antigo Circus Maximus, que agora acolhe os maiores eventos da cidade, no ônibus aberto com os jogadores de futebol à tarde. Se Mourinho dissesse antes da final em Tirana que os torcedores da Roma poderiam lotar o Santiago Bernabéu, ontem dez Coliseus estariam lotados demais.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.