Participantes de intercâmbio de jovens: Xativa é realmente algo especial

20/09/2022 | 10:45

Castelo

Valência

Valência

Aprendendo

Aprendendo

Noite intercultural

Noite intercultural

Jovens

Jovens

Cozinhando

Cozinhando

    Participantes de intercâmbio de jovens: Xativa é realmente algo especial

Entre os dias 5 e 13 de setembro, decorreu na quente Xativa o intercâmbio de jovens The Taste of Europe, no âmbito do programa Erasmus+. Os participantes do intercâmbio vieram de seis países: Portugal, Itália, Roménia, Grécia, Eslovénia e Espanha. Os membros da equipe eslovena se encontraram pela primeira vez na parada da GoOpti em Ljubljana, e imediatamente uma faísca de amizade saltou entre eles, eles perceberam que eram uma equipe perfeita.

O tema do intercâmbio de jovens foi discriminação, xenofobia e estereótipos.

Através de diferentes abordagens de educação informal, as equipes pesquisaram e estudaram formas de discriminação e estereótipos, mas acima de tudo queriam chegar ao resultado de que essas coisas não aconteceriam, ou mitigar suas consequências negativas. Através de métodos práticos, como apresentações, trabalho em grupo e dramatização, eles aprenderam muito, especialmente a importância da tradição e da cultura em cada país e como elas podem ajudar a reduzir a discriminação.

O maior desafio foi o workshop central, que decorreu durante todo o dia – equipas de países completamente diferentes reuniram-se na cozinha e juntos tiveram de fazer um prato comum a partir dos seus pratos tradicionais, que continham os ingredientes tradicionais de cada país. A oficina foi muito interessante e logo os jovens perceberam que é justamente a comida que pode nos unir.

Para além de oficinas interessantes e sobretudo educativas, não faltou convívio, pelo que as tardes foram dedicadas a vários desportos como futebol, basquetebol e voleibol, e após a atividade desportiva, os participantes aproveitaram para se refrescar na piscina local. As noites consistiram em apresentações dos países participantes, que se apresentaram com vários vídeos, quizzes e aprendizagem de novas palavras e, claro, com a sua comida tradicional. Durante a sua estadia em Xativa, os participantes também viram as paisagens de lá, mas ficaram mais impressionados com o castelo, que fica em uma falésia acima da cidade e oferece uma vista maravilhosa de toda a paisagem. Um dia também foi dedicado a visitar Valência.

Verdadeiras amizades foram realmente forjadas nessa troca, pois segundo os participantes, todos permanecem em contato próximo e ainda trocam muitas mensagens todos os dias.

O que dizem os participantes eslovenos sobre o intercâmbio:

Manca: Nas primeiras horas da noite, nossa viagem de Ljubljana começou, onde conheci a equipe apenas alguns minutos antes da partida. A emoção crescia de hora em hora e chegamos ao aeroporto de Bérgamo, de onde continuamos nossa viagem para Valência. Imediatamente após o desembarque, saímos para Enki (um jogo de cartas) e jogamos pelas próximas 4 horas. Pouco depois, conhecemos as equipes de outros países e fomos para Xativa de ônibus. Depois de 45 minutos de carro, chegamos ao albergue, onde nos foram atribuídos quartos. Ao longo dos nove dias, nos conhecemos, construímos novas amizades que permanecerão fortes apesar da distância entre nós. Aprendemos sobre Erasmus+, YouthPass, fizemos workshops sobre discriminação, estereótipos, religiões, tradições e, em combinação com outros países, criamos novos e deliciosos pratos e exploramos Xativa e Valência. Conhecendo todas as culturas, costumes e pessoas, levei para casa muitos momentos lindos e lembranças que ficarão comigo para sempre. O intercâmbio de jovens me ajudou a crescer em nível pessoal, porque em projetos como esse você conhece diferentes mentalidades de pessoas, o que te dá novas perspectivas sobre o mundo e diferentes situações.

Tela: Meu primeiro intercâmbio aconteceu na Espanha, em uma cidade do sul chamada Xativa, onde passamos dias quentes e inesquecíveis com equipes de Portugal, Grécia, Romênia e Itália sob a liderança da equipe espanhola. O principal tema do intercâmbio foi a prevenção da xenofobia e do racismo por meio da alimentação. Cada país apresentou como vê os estrangeiros e membros de várias minorias em seus países e, em seguida, os representantes dos dois países uniram forças e criaram um novo prato que continha ingredientes tradicionais de ambos os países. Também fizemos uma receita e um pequeno vídeo de preparação para o novo prato. Por meio de outras oficinas, também nos aproximamos do tema dos estereótipos e religiões e, assim, nos unimos ainda mais como equipe. Todas as noites também tivemos uma noite cultural onde as equipes nos ensinaram algo sobre suas culturas e costumes. Além das oficinas, também fomos conhecer a bela Valência e o castelo fotogênico de Xativa. A última atividade foi uma festa na piscina. Toda a experiência foi educativa, divertida. Conheci muitas novas culturas e visões de mundo. Também me conectei muito com os participantes e até fiz contatos fortes com alguns deles. A experiência foi um casamento e espero poder ir a muitos semelhantes no futuro.

Mário: Em Ljubljana, conheci o resto dos membros da equipe eslovena e logo depois pegamos um avião e viajamos para a Espanha. Imediatamente após o desembarque em Valência, já estávamos tomando café e esperando participantes de outros países se juntarem a nós. Os dias que se seguiram foram interessantes, especialmente para mim a noite eslovena. Mostramos aos demais participantes nosso lindo país com uma excelente seleção de vinhos e, claro, com frutabela e café barcaffe. No final, jogamos kahoot para ver como grupos de outros países conhecem a Eslovênia. Surpreendentemente, todos eles tiveram excelentes resultados. Outra coisa que gostei muito foi a troca de pensamentos relacionados ao tema do intercâmbio de jovens e o contato com a comida tradicional de cada país e a combinação de dois pratos tradicionais de dois países completamente diferentes em um prato comum. Colocar duas tradições no mesmo prato é muito desafiador, mas junto com a equipe grega conseguimos e no final os juízes ficaram sem palavras. E por fim, não só conhecemos Xativa e suas belezas, como também passamos o dia em Valência, o que me deu uma visão um pouco mais profunda dos costumes e da vida espanhola.

Fé: Já fiz algumas trocas, mas esta ficará na minha memória por muito tempo. Todos os participantes estavam cheios de energia e entusiasmo para aprender coisas novas desde o primeiro dia. Explicamos com muito orgulho sobre nossas tradições e também sobre estereótipos em nossos países, e acompanhamos com interesse ainda maior o que os participantes de outros países tinham a dizer. Rapidamente percebemos que não somos realmente diferentes uns dos outros, pois todos os países têm muitos estereótipos e discriminações semelhantes. É precisamente por isso que eles poderiam ser resolvidos de forma mais ampla. Pessoalmente, gostei mais do workshop de cozinha central, onde foi interessante ver equipas provenientes de culturas e tradições tão diferentes que conseguiram montar algo completamente novo e diferente. Todos chegamos à conclusão de que não é preciso muito para superar a diferença. As equipes realmente se conectaram entre si e foram forjadas amizades muito fortes, ainda trocamos várias mensagens todos os dias sobre as impressões da troca e como estamos agora envolvidos nos trilhos diários da vida. Durante o intercâmbio, aprendemos muitas coisas que agora nos ajudarão a superar obstáculos no dia a dia, e também espero que com nosso exemplo possamos tocar outra pessoa para que ela possa continuar seus dias com menos discriminação e comportamentos estereotipados.

CE

Egídio Pascoal

"Estudante. Especialista em web. Guru da música. Especialista em bacon. Criador. Organizador. Típico viciado em viagens. Estudioso de café. Explorador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.