Portugal está a combater um incêndio florestal durante uma onda de calor

A foto é simbólica. (Foto: Reuters)

Os bombeiros conseguiram conter o incêndio, que deflagrou perto da fronteira espanhola na região turística do Algarve na manhã desta segunda-feira, mas voltou a alastrar esta tarde para cerca de 3.000 hectares. O fogo se espalha rápida e intensamente.

Três bombeiros ficaram feridos durante o combate ao incêndio, disse à AFP um porta-voz da proteção civil. Um foi hospitalizado devido a queimaduras sofridas durante o tiroteio e dois foram atendidos por paramédicos por inalação de fumaça.

De acordo com relatos locais, o fogo consumiu um prédio agrícola que fica em uma colina cercada por pomares. O fogo se espalhou pela floresta em direção à costa. As autoridades fecharam hoje uma autoestrada na região do Algarve.

Devido às altas temperaturas, as autoridades portuguesas decidiram na segunda-feira prolongar o alerta de incêndio emitido na sexta-feira até quarta-feira.

Portugal é o último país europeu a enfrentar incêndios graves este ano, que os cientistas alertam que se tornarão mais frequentes devido ao aquecimento global causado pelo homem.

Em 2017, os incêndios em Portugal foram fatais para dezenas de pessoas.


Egídio Pascoal

"Estudante. Especialista em web. Guru da música. Especialista em bacon. Criador. Organizador. Típico viciado em viagens. Estudioso de café. Explorador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.