Prado quebrou as três vitórias de Gajser



A equipe Gajser venceu as três primeiras corridas, mas desta vez terminou em segundo lugar. Foto: www.alesfevzer.com

Gajser, que teve o sétimo ponto de partida na corrida após as qualificações de sábado, começou a primeira corrida com cautela, e por um tempo até parecia que ele ficaria sem lugar no pódio em uma corrida individual pela primeira vez nesta temporada, pois ele ganhou nas três primeiras corridas, sempre ganhou o primeiro ou segundo lugar.

VN PORTUGALSKE, Agueda              

Končni vrstni red:                    
 1. J. PRADO      ŠPA/GAS           47
 2. T. GAJSER     SLO/honda         45
 3. B. BOGERS     NIZ/husqvarna     40
 4. G. COLDENHOFF NIZ/yamaha        38
 5. P. JONASS     LAT/husqvarna     30

Prva vožnja:                          
 1. J. PRADO      ŠPA/GAS    34:59,835
 2. B. BOGERS     NIZ/husqvarna +1,021
 3. T. GAJSER     SLO/honda      2,556
 4. G. COLDENHOFF NIZ/yamaha    15,088
 5. J. SEEWER     ŠVI/yamaha    15,906

Druga vožnja:                         
 1. T. GAJSER     SLO/honda  35:18,400
 2. J. PRADO      ŠPA/GAS       +5,119
 3. G. COLDENHOFF NIZ/yamaha     5,980
 4. B. BOGERS     NIZ/husqvarna 11,416
 5. P. JONASS     LAT/husqvarna 14,562

Mas então ele melhorou o sexto lugar, onde subiu para dois terços, em apenas algumas voltas e rapidamente passou por três rivais, finalmente ultrapassando o holandês Glenn Coldenhoff para o terceiro lugar. Prado e o holandês Brian Bogers continuaram na frente dele, e Gajser permaneceu em terceiro, apesar dos ataques nas últimas voltas.

Na segunda volta, Gajser começou melhor e depois de duas voltas já estava em segundo logo atrás de Prado. Ambos foram aumentando a diferença em relação aos seus rivais sem problemas, e o piloto esloveno procurava uma oportunidade para assumir a liderança. Isso aconteceu depois de sete rodadas e ele manteve até o final. No entanto, como o espanhol estava logo atrás dele em alguns lugares, ele ainda comemorou graças à sua melhor primeira corrida nos totais da corrida.

No total da temporada, Gajser, embora não tenha vencido desta vez pela primeira vez, ainda está firmemente em primeiro lugar. Prado chegou ao segundo lugar, 21 pontos atrás de Gajser (186 e 165).

“Hoje foi um dia muito bom. Ganhei a segunda corrida e gostei muito da corrida. O terreno era difícil, não foi o suficiente para vencer a corrida, mas ainda estou muito feliz, especialmente com a forma como a segunda se desenrolou. “, disse Gajser ao site de sua equipe Honda, acrescentando: “Na primeira corrida, a largada não foi boa, então demorei um pouco para voltar e ultrapassar os rivais. Sendo terceiro, sabia que seria difícil para o geral vencer, mas ainda estava tudo bem porque eu amo a pista em Águeda. Agora temos Trentino, onde eles mudaram a pista, então será um desafio interessante para todos.” disse Gajser após a corrida.

Po 8 vožnjah (od 40):                 
 1. T. GAJSER        SLO/honda     186
 2. J. PRADO         ŠPA/GAS       165
 3. M. RENAUX        FRA/yamaha    144
 4. J. SEEWER        ŠVI/yamaha    124
 5. G. COLDENHOFF    NIZ/yamaha    109
Gajser perdeu por pouco uma vitória em Portugal

Na classe MX2, o francês Tom Vialle venceu a prova portuguesa à frente do dinamarquês Mikkel Haarup e do holandês Kay de Wolf. O esloveno Jan Pancar foi 13º da geral na corrida, depois de ter ficado em 16º na primeira corrida, e à beira dos dez primeiros na segunda – em 12º lugar.

Depois de quatro corridas, o belga Jago Geerts é o primeiro com 174 pontos, Pancar soma 33 deles em três corridas (não competiu na Argentina), o que o coloca em 15º lugar.

A próxima corrida será em Pietramurata, Itália, em uma semana.

Paulino Leitão

"Especialista em cerveja. Leitor orgulhoso. Especialista em comida profissional. Praticante de zumbis. Explorador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *