Ribéry encerrou a carreira desportiva devido a problemas no joelho



425 jogos, 124 gols e 182 assistências e 23 louros. Franck Ribéry com a camisola do Bayern. Foto: Reuters

No dia 14 de agosto, contra a Roma, é óbvio Franck Ribéry jogou o último jogo em uma carreira de futebol variada e rica. No segundo tempo da partida, ele se machucou ou se recuperou de uma lesão anterior no joelho. A dor em ambos os joelhos tornou-se muito intensa, foi prescrita a reconstrução do joelho, o que aos 39 anos e meio significa o fim de uma longa carreira para o talentoso “cicatriz”que caracterizou o futebol francês e europeu nas últimas duas décadas.

Vice-campeão mundial com a França

Ele fez 81 partidas pela seleção francesa entre 2006 e 2014 e contribuiu com 16 gols. Na Alemanha 2006, ele se tornou vice-campeão mundial. Durante sua carreira, quando jovem em sua terra natal, ele mudou um monte de clubes: nativo Boulogne, Lille, Brest, Ales, Metz…


Juntamente com Arjen Robben, Ribery formou uma escalação repleta de estrelas que foi a força motriz por trás do sucesso do Bayern.  Foto: Reuters
Juntamente com Arjen Robben, Ribery formou uma escalação repleta de estrelas que foi a força motriz por trás do sucesso do Bayern. Foto: Reuters

Mas ele se estabeleceu no exterior em 2005 em apenas meio ano jogando no Galatasaray, de onde voltou para a França para o Marselha. Como estrela, ele foi para o Bayern no verão de 2007 e, em até 12 anos de jogo, tornou-se o principal jogador dos bávaros e um dos lendários jogadores do clube de Munique.

No final da carreira, foi para a Itália com a Fiorentina, e no ano passado assinou com o Salernitana, que como capitão os ajudou a permanecer na Série A.

Lenda do Bayern

Em 22 anos jogando futebol em clubes, ele disputou 632 partidas pelo clube, marcou 151 gols e contribuiu com 224 assistências para gols. O criativo ponta-esquerda, geralmente vestindo o número 7, foi nove vezes campeão alemão com o Bayern e também conquistou a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes em 2013. A Uefa o declarou o melhor jogador de futebol da Europa. Na Bundesliga, o francês de 170 cm de altura deu 92 assistências, ficando em segundo lugar na lista de todos os tempos, atrás apenas de seu companheiro de longa data no Bayern, Thomas Müller (155 assistências).

Estela Costa

"Leitor freelance. Introvertido premiado. Defensor do café. Especialista incondicional em bacon. Escritor amigável."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *