Seleccionador de Marrocos, Regragui: Não somos arrogantes, mas também sonhamos

Walid Regragui, técnico do Marrocos (Foto: AP)

Enquanto já são conhecidos os dois primeiros participantes nas meias-finais do Mundial de futebol, os outros dois serão hoje. Marrocos tentará fazer outra surpresa contra Portugal e se tornar o primeiro país africano a entrar entre os quatro primeiros na Copa do Mundo. França e Inglaterra se enfrentarão em um clássico europeu que os torcedores aguardam ansiosamente.

Marrocos – Portugal (hoje às 16:00)

Apesar de Cristiano Ronaldo estar relutante depois de o treinador Fernando Santos não o ter incluído nos onze primeiros dos oitavos-de-final, frente à Suíça, os portugueses afirmam que tudo está em perfeita ordem. Isso também é confirmado pelos vídeos dos treinos, onde há muito riso e boa disposição. No papel, Portugal tem a tarefa mais fácil nas quartas-de-final, mas Marrocos até agora provou que merece estar entre as oito melhores seleções do mundo. “Respeitamos Marrocos e sabemos que temos um trabalho difícil pela frente, mas ao mesmo tempo acreditamos na nossa qualidade. Ronaldo? Todos os jogadores que estão no banco fazem parte da equipa, todos são importantes”, afirma o português treinador Fernando Santos, que já fez saber que Cristiano Ronaldo também não estará nos onze primeiros desta vez. “Não temos intenção de parar. Respeitamos todos os adversários e definitivamente não somos arrogantes. Mas acredite, também seremos desfavoráveis ​​para Portugal. Chegámos às oito melhores selecções do Mundial, pelo que não vejo razão para não sonharmos também com a conquista do campeonato”, afirmou o seleccionador marroquino. Walid Regragui.

Inglaterra – França (hoje às 20h)

Tanto a Inglaterra quanto a França avançaram para as quartas-de-final com louvor. A Inglaterra venceu o Senegal por 3 a 0, a França venceu a Polônia por 3 a 1. Os ilhéus sonham com o bicampeonato mundial desde 1966, e o Gaelic Roosters quer se tornar a terceira seleção da história, depois de Itália (1934, 1938) e Brasil (1958, 1962), a vencer a competição duas vezes em um fileira. “Numa partida como esta, não faz sentido ficar apenas esperando o adversário. Acreditamos que podemos prejudicar a França pela posse de bola e vamos tentar fazer isso. Esta seleção já passou por muitas batalhas duras. Os jogadores têm um muitos jogos importantes em suas pernas, até mesmo dos clubes. Não teremos medo”, disse o técnico da Inglaterra à França Gareth Southgate, que está confiante de que Kyle Walker pode parar o excelente Kylian Mbappé. Com cinco gols, o francês é o artilheiro do campeonato. “Se eles sabem como parar Kylian, isso é bom para eles. As dezenove equipes restantes no campeonato francês e as da Liga dos Campeões ainda não encontraram a receita. Deixe-me desapontá-lo – Kylian não lê jornais e portais de internet. Ele não está interessado nessas coisas. Ele só está focado no futebol e no próximo adversário. Confie em mim, ele estará pronto. Assim como todo mundo”, responde o representante francês Youssouf Fofana.


Egídio Pascoal

"Estudante. Especialista em web. Guru da música. Especialista em bacon. Criador. Organizador. Típico viciado em viagens. Estudioso de café. Explorador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *