Šmarna gora de Camarões e ajuda brasileira à Sérvia

O Brasil já chegou às oitavas de final com uma vitória sobre a Suíça, a Sérvia desperdiçou a vantagem de 3 a 1 para Camarões, mas manteve as chances de promoção

Eric Maxim Choupo-Moting e Vincent Aboubakar acabaram com a perseguição de Camarões à Sérvia.

Reuters

Os camaroneses tiveram sua própria versão do caso de Šmarna gora, o caso do Monte Camarões, ou Fako, se preferir. Fora isso, ainda não batizaram com o nome de uma montanha ou morro, como a disputa entre o selecionador Srečko Katanc e a primeira estrela da seleção Zlatko Zahovič, mas se complicou como a da Eslovênia na Copa 2002. Goleiro André Onana já deixou o Catar. O técnico Rigobert Song o retirou do time por motivos disciplinares. Segundo o bem informado jornalista Fabrizio Romano, o jogador da Inter de Milão teria se desentendido com o técnico porque este criticou seu estilo de defender com saídas frequentes da grande área como muito arriscado e exigiu que ele mantivesse um comando defensivo mais tradicional. .

“O André não estava na equipe por questões disciplinares. Acho que tivemos que tomar essa decisão. Tinha que acontecer e talvez isso tenha sido o gatilho para o nosso desempenho na partida”, disse. ele explicou Canção Rigobertquando um ponto pelo empate contra a Sérvia já estava na conta de Camarões. “Você tem que ter disciplina na equipe. Se você não aceita essa disciplina, o que é preciso para fazer parte da equipe, então você tem que assumir a responsabilidade por isso. Não duvidamos de suas habilidades, ele joga por um dos melhores clubes da Europa, mas temos que garantir que a equipe tenha precedência sobre o indivíduo”, ele também disse.

Lourenço Miranda

"Entusiasta da TV. Encrenqueiro. Geek da cultura pop. Viciado em música sutilmente encantador. Aspirante a pensador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *