Os franceses defenderão o título contra os australianos



Lionel Messi, sete vezes vencedor da Bola de Ouro, está perseguindo o último louro que lhe falta. Foto: AP

Os argentinos não sofriam derrotas há três anos. Após as aposentadorias de Gonzalo Higuain e Sergio Agüero, o técnico Lionel Scaloni montou um elenco mais equilibrado, com o meio-campista mantendo sua primeira estrela com bolas mais próximas do gol.

Messi se tornou o líder indiscutível do time, mesmo fora de campo, algo que muitos – incluindo o falecido compatriota Diego Maradona – o acusaram de faltar anos atrás. Por exemplo, depois de uma temporada ruim no ano passado, Messi está brilhando no PSG este ano e chegou ao Catar em sua melhor forma.

albicelesti, invicto há 36 jogos consecutivos, venceu seus últimos cinco jogos. Marcaram 16 gols e não sofreram nenhum. Messi será acompanhado no ataque por Angel Di Maria e Lautaro Martinez.

A Arábia Saudita chegou às oitavas de final apenas em 1994. A 51ª seleção do mundo venceu apenas duas das últimas dez partidas. A única vantagem do árabe falcão à frente dos concorrentes é o clima a que estão acostumados. Qualquer coisa menos que uma vitória da Argentina seria uma sensação de primeira ordem.

Às 14:00 Dinamarca – Tunísia

Notícias relacionadas
Seja um diretor!

A Dinamarca, semifinalista do último Europeu, é para alguns uma das escondidas favoritas do torneio do Qatar. Os dinamarqueses vão começar a Copa do Mundo às 14h contra a Tunísia. Nas eliminatórias, a Dinamarca brilhou e venceu os oito primeiros jogos sem sofrer nenhum gol.

A Tunísia perdeu nove das 15 partidas (60%) em Copas do Mundo, o pior índice ao lado da Arábia Saudita (69%) e da Austrália (63%) entre as seleções que disputaram pelo menos 15 partidas.

Às 17:00 México – Polônia

O México, que sempre foi eliminado nas oitavas de final nas últimas sete Copas do Mundo, enfrentará a Polônia na estreia, às 17h. Os mexicanos disputaram as quartas de final pela última vez em 1986, quando sediaram a Copa do Mundo. A partida contra a Polônia deve decidir quem garantirá a promoção no grupo com a Argentina.

Os polacos foram eliminados na fase de grupos nos últimos três Mundiais em que participaram (2002, 2006, 2018). O ataque voltará a ser comandado por Robert Lewandowski, que ainda não marca um gol há três partidas no Mundial.


Os australianos e os franceses se enfrentaram cinco vezes nos últimos 28 anos.  Eles comemoraram três vezes
Os australianos e os franceses se enfrentaram cinco vezes nos últimos 28 anos. Três vezes comemoraram o “blues” e apenas uma vez os “socceroos”. Quatro anos atrás, era 2:1 para a França na fase de grupos. Foto: Reuters

Às 20:00 França – Austrália

O dia será encerrado às 20:00 pelas atuais campeãs França e Austrália. Assim como Argentina e Dinamarca, os franceses são grandes favoritos na terça-feira, embora tenham derrotado os austríacos apenas nas últimas seis partidas. Os gaélicos estiveram sem Karim Benzema, Presnel KImpembe e Christophe Nkunku pouco antes do campeonato, e ainda antes sem Ngol Kante e Paul Pogba. No entanto, eles ainda têm armas atômicas no ataque na forma de Olivier Giroud, Antoine Griezmann, Kylian Mbappé e Ousmane Dembele, todos esperados para iniciar a partida contra os Cangurus.

As australianas vão disputar o WC pela sexta vez. Eles foram eliminados cinco vezes na fase de grupos, avançando apenas em 2006 na Alemanha, quando infelizmente perderam nas oitavas de final contra a eventual campeã Itália.


TERÇA EM SP

GRUPO C, às 11h00:
ARGENTINA – ARÁBIA SAUDITA

11-22 (C) Argentina-Arábia Saudita (id: 3854572), Leis

GRUPO D, às 14h00:
DINAMARCA – TUNÍSIA

11-22 (D) Dinamarca-Tunísia (id: 3854580), Leis

Grupo C, às 17h00:
MÉXICO – POLÔNIA

11-22 (C) México-Polônia (id: 3854573), Leis

Grupo D, às 20h00:
FRANÇA – AUSTRÁLIA

11-22 (D) França-Austrália (id: 3854579), Leis

Estela Costa

"Leitor freelance. Introvertido premiado. Defensor do café. Especialista incondicional em bacon. Escritor amigável."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *